O DESAFIO DE UMA CIDADANIA CONSCIENTE NUM MUNDO PLURAL

O DESAFIO DE UMA CIDADANIA CONSCIENTE NUM MUNDO PLURAL

Cada vez mais temos a percepção de como somos afetados culturalmente pela grande quantidade de informações que nos chegam a cada segundo (literalmente) e das mais diversas procedências.

Assim sendo, temos a clara noção de que muitas informações oriundas de diversas formas de pensar, se sentir, de avaliar se “somam” num grande “mosaico” que coloca como um grande desafio contemporâneo para todos os cidadãos, a compreensão clara do que representa, por exemplo a visão cívica de um país – sobretudo de um país multicultural aonde influências das mais diversas fazem parte do cotidiano da sociedade e, portanto, todas devem ser respeitadas em sua legitimidade pois fazem parte das ricas contribuições que cada povo traz para um país, como no caso, o nosso Brasil

A Cidadania se torna mister para que a convivência comunitária em sociedades cada vez mais numerosa e complexa em suas interelações ocorra de uma forma mais democrática tendo em vista que o cidadão se entenderá como parte de um todo e verá no outro cidadão a expressão plena do que deseja para si ao nível do respeito e ao nível da dignidade!

Fato é que ficamos numa delicada situação aonde os valores tradicionais de determinadas sociedades, em determinados países passaram a conviver com a realidade e os valores oriundos de culturas externas que, no entanto, passaram a fazer parte, progressivamente dos cotidianos nacionais…aí bem cabe a pergunta: “Como a Cidadania deve ser entendida ?”

Temos que neste “Novo Mundo” que nos é apresentado procurarmos avaliar de forma cautelosa, porém, com visão democrática, a forma através da qual o exercício da Cidadania deve ser exercido e prestigiado, posto ser essencial que a convivência entre as pessoas tenha uma forte base de compreensão de que todos fazem parte de um “todo” e, portanto, precisamos nos aspectos que unem

As sociedades necessitam de que seus cidadãos tenham plena consciência de seu papel enquanto membros de uma coletividade e, portando da responsabilidade comum, que todos temos com todos e , dentro desta dimensão holística, precisamos cultivar o respeito às opiniões diversas e que ocorram dentro de um clima dialético aonde o objetivo maior é a melhoria comum de Vida.

Se torna mister que nos lares, nas igrejas, nas escolas, nos centros de cultura e lazer, na convivência no dia a dia exercitemos o diálogo, a resiliência, a capacidade de nos propormos a nos entendermos todos com todos reconhecimento a extrema riqueza que a diversidade, que a pluralidade cultural nos permite vivenciar.

Finalizando, o exercício de uma Cidadania consciente num mundo plural requer de nós que tenhamos a capacidade de nops “situar” nas mais diversas dimensões do se relacionar, do se refletir, do saber se interagir, doa compreensão mútua e do sincero desejo de construção de uma sociedade, de um mundo com paz e dignidade para todos!

Seja o primeiro a comentar sobre "O DESAFIO DE UMA CIDADANIA CONSCIENTE NUM MUNDO PLURAL"

Deixe um comentário

Your email address will not be published.


*